terça-feira, fevereiro 17, 2009

POST 50





Podia chamar-lhe dia da mudança se realmente algo tivesse mudado!
Precisava contar isto aqui sem muitos promenores desabafar a minha maneira!


Dia 6 de Janeiro de 2007


Uma noite tranquila tal como muitas outras


Mas nessa noite um corpo encharcado de álcool


Lançou no ar as palavras que mais me feriram até hoje


Para ele eu perdera toda a credibilidade


Já não confiava em mim


Já não havia mais razão para acreditar em mim


Nessa noite fui catalogado de ilusão


Fui rotulado com os defeitos todos do mundo


Com as palavras mais frias e duras


E de repente a minha luta terminaria ali


Fechei a porta do meu quarto


Enquanto chorava com a mala de viagem na mão


Decidia o meu futuro no pensamento


Enchi o saco o mais que pude


Meias...eu precisava de meias


Essas meias cobriam uma faca naquela gaveta


Meti as meias na mala e de faca na mão


Estava pronto a partir


Sentado pensava e o meu silencio quebrou


Não havia mais razão


Levanto-me e vou direito ao corpo de álcool


A esse corpo que me apagou os sonhos


E as palavras saíram:


"Senti que te perdi por me teres perdido


mas a verdadeira perda vais sentir agora"


Virei a faca em direcção ao meu corpo


Cara a cara


Ele vira no meu rosto o que estava a acontecer


Mas já a lamina tinha trespassado o corpo


E tudo estava tranquilo


Voltei para o meu quarto e fechei a porta


Sangrava sozinho ao mesmo tempo que alcançava o sorriso


Finalmente vou pegar na mala e vou partir


Quando aquela porta é arrombada


E daquele corpo de álcool só lágrimas saiam


Já nada do que foi dito era dito


Tudo era contrariado


Afinal ainda eramos amigos


Ainda eramos pai e filho!


Hoje sou vivo


Aprendia que a vida tem o seu valor


Nunca devemos desistir de alguém que não desistiu de si próprio


Porque perder uma pessoa é não te-la!

4 comentários:

Anónimo disse...

Gostei, parece-me que finalmente estás a enterrar os teus fantasmas, por acaso no outro dia pensei isso, pareceu-me, e espero que realmente assim seja!! Desta forma irás conseguir seguir em frente com muito mais força e tranquilidade/paz...

Espero também que esse episódio te tenha servido de algo, tarde (mas antes tarde que nunca!), mas percebeste-o, e que não só não voltes a cometer o mesmo erro como também nunca mais digas nem penses que o poderás fazer...

PARABÉNS

Sempre tudo de bom!!!

Fica um beijinho, daqueles!_

Anónimo disse...

Ah, esqueci-me do mais importante: Desistir? NUNCA amigo, nem que seja só pra meter nojo!!
(Aqui o 'nunca' é válido e perfeitamente aceitável)

Bj_

Anónimo disse...

Fiqei emocionada :|
Como é q é possivel um simples ser de apenas 24 anos passar por tanto. Es tao forte . Aguentas com tanto, quem me dera ter metade da tua força, da tua coragem, do teu modo de encarar esta vida .

Julya disse...

Olá..a vida é realmente marcada por momentos difíceis, importantes até,creio que estes nos tornam mais fortes à luta da vida,não podemos desistir de acreditar nas pessoas,msm que elas desistam de si, elas ainda precisam de nós ao seu lado, pois msm que sejam imperfeitas,ainda devemos amá-las e lutar por elas,sempre.. abrç

Enviar um comentário